domingo, 21 de junho de 2009

Ecopista e a falta de respeito pelo bem público

A Ecopista de Viseu é quanto a mim um dos melhores equipamentos públicos que temos em Viseu e considero que foi dinheiro muito bem gasto. Digo este pelo prazer que propociona, a vários níveis, e pela originalidade do aproveitamento da linha de comboio.

Mas infelizmente, reflexo de uma sociedade retrogada de cidadãos muito mal formados e totalmente desprovidos de valores (já imagino muita gente a correr a buscar os dicionários para ver o que é isso dos valores ), os actos de vandalismo começam a ser evidentes, nomeadamente o cortar das correntes que "tentam" impedir o uso da pista por veículos que não sejam aqueles para a qual está preparada.

Fica o aviso, e algum responsável que faça a respectiva verificação e correcção. No entanto penso que este tipo de actos irá continuar e um dia destes não será possivel aproveitar tão belo percurso, ou então teremos que suportar os custos acrescidos de obras não programadas.

Sr.s Vandalos, fuck you very much* todos. Limitem-se a usar a ecopista, e não só, para o uso para a qual foi pensada e construida. Não custa nada.

* Fuck you very much - Título da nova canção da Lily Allen. Se fosse em Portugal era logo censurada e considera pimba, digna de um autor popularucho. Mas como é made USA e está em Inglês encaramos como normal e andamos aí todos contentes com os MP3 nos ouvidos a cantar alto e bem som, Fuck You, Fuck You very much.

Não acreditam ? Vejam:

domingo, 14 de junho de 2009

Turismo em Viseu, o futuro !

Deparamo-nos diariamente com obras e remodelações na cidade e segundo a autarquia com o objectivo de tornar Viseu uma cidade melhor para quem cá mora e atractiva para quem nos visita. Até aqui tudo bem e nós agradecemos.

A grande questão é saber que motivos existem para atrair os ditos visitantes.
Na minha humilde opinião simplesmente não existem, ou pelo menos não são os necessários.
O termos um belo património e preservado, por si só não chega. Tem que haver motivações extra nomeadamente na área das experiências.
É necessário criar roteiros, mas sobretudo "algo" que faça os nacionais e estrangeiros deslocarem-se a Viseu e aí poderem usufruir das excelentes condições que a cidade oferece, pois temos excelente oferta hoteleira, gastronómica e museológica só que não chega para que as pessoas façam centenas ou até milhares de km's para nos visitarem.
Urge criar um pólo de atracção permanente e que durante o ano não se limite à Feira de São Mateus que apenas dura um mês e meio. Já agora o que oferece a Feira ? Comércio ? Não. Experiências.

Sabiam que durante a época de Verão pessoas de todo o País se deslocam a Viseu para irem ao Bar do Gelo para uma experiência de 30 minutos ?!
Sabiam que desde que a A25 foi totalmente aberta ao tráfego, a deslocação de Espanhóis para a costa de Prata tem aumentado significativamente e vai aumentar ainda mais nos próximos anos, assim que o sector imobiliário e turístico dê resposta ao aumento da procura.
Com tantos Espanhóis a passarem aqui ao lado, o que está Viseu a fazer para os chamar ? Nada.
Tanto investimento e nada de estratégico.
Soluções ? Existem várias e não me parece que o futuro Museu do Quartzo seja uma delas.

Deixo aqui algumas pistas:
- A Bracalândia recebeu em 17 anos mais de 3.000.000 de pessoas, dos quais cerca de 30% Espanhóis;
- O Zoo da Maia recebe Mensalmente milhares de visitantes, na sua grande maioria grupos de crianças de escolas.

Estes dois exemplos são isso mesmo, apenas exemplos entre muitos que podiam ser dados. Um ponto comum; as crianças.

Qualquer Pai faz os quilómetros que sejam necessários para levar os filhos a sítios e experiências únicas.
É aqui que eu penso que poderá estar uma janela de oportunidade para a cidade e logo para a região. Crianças e história, sempre com a componente lúdica/experiência.
Pode ser um parque. Pode ser um Museu especial para Crianças. Pode ser um roteiro. O que importante é criar algo de impactante e atraente para começarmos rapidamente a atrair turistas que depois sim possam usufruir de toda a oferta da Cidade. Já agora com a oferta variada do sector privado e público existe algum guia que tenha toda a informação compilada num único sítio ?

É também importante criar urgentemente um evento que faça parte dos grandes eventos anuais e atraem milhares de pessoas ajudando a promover e atrair mais visitantes para a cidade. O termos uma cidade bonita e muita oferta a nível de comércio por si só não chega e já está na hora de arranjarmos alternativas complementares à “velhinha” Feira de São Mateus.